sábado, 8 de fevereiro de 2014

Globo Repórter visita um dos desertos mais bonitos do mundo.

  GLOBO REPÓRTER -  Edições07 fevereiro de 2014




Lagostas azuis produzidas no deserto têm melhor tipo de cálcio para o corpo humano


Buracos com mais de 20 metros de profundidade surgem com esvaziamento do Mar Morto


Entrevista Pedro Severino na TV Cabo Branco sobre o Livro 
ÁGUA A ESSÊNCIA DA VIDA
http://www.youtube.com/watch?v=iYTTPsF1yXM&feature=share&list=UUJxfe_LB-CHzryTbJ-msceA






Do Escritor do Livro: 
ÁGUA A ESSÊNCIA DA VIDA.
João Pessoa(PB), 08.02.2014

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

UMA REFLEXÃO SOBRE O MARCO REGULATÓRIO DO PIANCÓ-PIRANHAS–AÇU.


UMA REFLEXÃO SOBRE O MARCO REGULATÓRIO DO PIANCÓ-PIRANHAS–AÇU.


VEJA NO GLOBO RURAL DA REDE GLOBO(23.01.2014, QUINTA FEIRA) POSTADO ABAIXO:

QUE FOI DIMINUÍDO A VAZÃO DA BARRAGEM ARMANDO RIBEIRO GONÇALVES (BARRAGEM DE AÇU)...PELO VISTO, PREJUDICANDO COMUNIDADES...À JUSANTE DESTE MENCIONADO MANANCIAL... 

ENTRETANTO, FICA O GOVERNO DO RIO GRANDE DO NORTE, ATRAVÉS DO COMITÊ PIANCÓ, PIRANHAS-AÇU, PREVALECENDO DO MARCO REGULATÓRIO DESTA BACIA HIDROGRÁFICA FEDERAL DO RIO PIANCÓ...PARA QUE SE AUMENTE A VAZÃO DESTE MARCO REGULATÓRIO DO AÇUDE DE COREMAS...


PARA ATENDER OS ABASTECIMENTO HUMANO...DE CAICÓ-RN, JARDIM DE PIRANHAS-RN, JUCURUTU-RN ENTRE OUTRAS COMUNIDADES...NA MAIORIA DELAS, FICA LITERALMENTE, DENTRO BACIA HIDRÁULICA DE AÇU, OU SEJA, DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ENTORNO DA BARRAGEM DE AÇU... TUDO ISTO, AO MEU VÊ...É IMORAL...E VERGONHOSO.

Maior reservatório de água do Rio Grande do Norte atinge o menor nível

POR QUE A CIDADE DE JUCURUTU/RN...
JÁ ESTÁ SENDO ABASTECIDA ATRAVÉS DE CARRO PIPA.

COREMAS...O OÁSIS NO SERTÃO PARAIBANO
http://coremasterradaagua.blogspot.com.br/
BLOG TURISMO RURAL NA APRAIBA
http://turismoruralnaparaiba.blogspot.com.br/
PORTAL LUIS NASSIL...PÁGINA PEDRO SEVERINO
http://blogln.ning.com/profiles/blogs/por-que-a-cidade-de-jucurutu-rn-j-est-sendo-abastecida-atrav-s-de?xg_source=activity

Seguindo o preâmbulo, (POR QUE A CIDADE DE JUCURUTU/RN...JÁ ESTÁ SENDO ABASTECIDA ATRAVÉS DE CARRO PIPA)...Agora em Janeiro de 2014...De se prevalecer do ‘Marco Regulatório Piancó/Piranhas/Açu, de 2007 que estabelece a liberação da vazão de 1 m³/s do reservatório de Coremas para o Rio Grande do Norte...Pois, ao meu ver, é quase inexequível, até porque, no transcorrer de desses últimos anos de 2012 e 2013...Anos de “Secas” severas nunca vista neste ‘Novo Milênio’...E ficará pior se 2014, foi um ano de chuvas novamente, abaixo da média...

E se tirar Água do Sistema Coremas/Mãe D Água, que já se encontra a ‘Beira de um Colapso Hídrico:

Justificando de que não falte água para o consumo humano, como já está acontecendo em Jucurutu/RN... Não “Passa” de se “Justificar o Injustificável”...Ou melhor, o município da Cidade de Jucurutu/RN, fica literalmente dentro da Bacia Hidráulica da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, conhecido popularmente pelo o Açude de Açu. Que foi inaugurado ainda no Governo Militar João Batista Figueiredo no ano de 1983...Ou seja, a 30 anos atrás...E ainda Jucurutu/RN, seu Abastecimento humano, ser ainda abastecida com as Águas oriunda de Coremas.

Entretanto, em suma, sabe-se que o Sistema Coremas/Mãe D Água, estar contido dentro de uma Bacia Hidrográfica Federal... Todavia, não podes se conceber, que o manancial como o de Coremas...Por se encontrar num estado de ‘Stress Hídrico’...Pelo “Estado” que se encontra, só estar podendo atender, as necessidades básicas do Estado da Paraíba, a “Priori” de consumo humano, dessedentação animal...E alguns projetos singelos de irrigação para alimentar a “Agricultura Familiar”, existentes entre Cajazeirinhas/PB e São Bento/PB...E por não Falar dos Projetos da Várzea de Sousa...

Afora suprir no abastecimento humano de toda a região das Espinharas e do Vale do Sabugi...E como também, toda a Microrregião de Catolé do Rocha...E por não dizer, até mesmo a Cidade de Caicó/RN. Pois, se sabe que a Cidade de Caicó, possui uma adutora que é captada no Rio Piranhas, ou melhor, no Rio Piancó...Debaixo da Ponte no município da Cidade de Jardim de Piranhas/RN...Onde separa a Paraíba do Rio Grande do Norte.

Em suma, deixando a esta questão hidrológica, ora em voga de lado...Entretanto, dentro de um principio hidrológico...Será preciso de se “Justificar o Injustificável”... Neste caso, será preciso, adentramos as condições atuais dos 2(dois ) principais mananciais da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, que são o Complexo Coremas- Mãe D`Água e a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, conhecido popularmente , pelo o Açude de Açu...Mais condizentes a este quadro de estiagem que ora atravessamos...Então, ao meu vê, as condições hidrológicas dentro da bacia hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu...São estas: 

*Segundo monitoramento da AESA( ÚLTIMAS INFORMAÇÕES RECEBIDAS SOBRE OS VOLUMES DOS 121 RESERVATÓRIOS D'ÁGUA DA PARAÍBA MONITORADOS PELA AESA) 

Http://site2.aesa.pb.gov.br/aesa/volumesAcudes.do?metodo=preparaUltimosVolumesPorMunicipio

Município Açude Capacidade Máxima (m3) Volume Atual (m3) %
Volume Total Data
Coremas Coremas 720.000.000 206.100.000 28,6 14/01/2014

Coremas Mãe dÁgua 638.700.000 183.960.000 28,8 14/01/2014

*Ainda sem o resultado da Batimetria realizada pela ANA(Agência Nacional de Águas). Em Novembro de 2013.

Enquanto que a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, conhecido popularmente, pelo o Açude de Açu... O volume em 17/01/2014 é este: 
Bacia Piranhas/Assu: 

Eng. Armando R. Gonçalves
Assu 2.400.000.000 822.632.000 34,28 % 17/01/2014
Fonte: Semarh-RN- ( www.semarh.rn.gov.b).

Pelo visto acima, no dia 14.01.2014, Complexo Coremas- Mãe D`Água, só detém somente: 390,06 metros cúbicos de água...Enquanto que a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, conhecido popularmente, pelo o Açude de Açu detém 822.632.000metros cúbicos de água...Volume este de açu, corresponde 2,5 vezes a mais(+) do o Complexo Coremas- Mãe D`Água.

Diante desta situação abordado acima, fica quase inconcebível em querer se cumprir o ‘Marco Regulatório Piancó/Piranhas/Açu, de 2007 que estabelece a liberação da vazão de 1 m³/s do reservatório de Coremas para o Rio Grande do Norte... Então diante dito, seria salutar que o Estado do Rio Grande do Norte... Abdicasse do ‘Direito’ da vazão de 1 m³/s do reservatório de Coremas para o Rio Grande do Norte...Até porque a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, conhecido popularmente, pelo o Açude de Açu... Detém 822.632.000metros cúbicos de água...Volume este de açu, corresponde 2,5 vezes a mais(+) do o Complexo Coremas- Mãe D`Água.

Sendo assim, ficaria o Complexo Coremas- Mãe D`Água, atendendo somente o Estado da Paraíba...Nesta colossal demanda de Água...Para suprir e suplementar não só as necessidades básicas do Estado da Paraíba, a “Priori” de consumo humano, dessedentação animal...E alguns projetos singelos de irrigação para alimentar a “Agricultura Familiar”, existentes entre Cajazeirinhas/PB e São Bento/PB...E por não Falar dos Projetos da Várzea de Sousa...

Afora suprir no abastecimento humano de toda a região das Espinharas e do Vale do Sabugi...E como também, toda a Microrregião de Catolé do Rocha...Além do mais, atender na suplementação rural e urbano do consumo humano de Coremas, São José da Lagoa Tapada, Nazarezinho, Sousa, entre outros...Só assim, dentro um futuro próximo, não levar ao exaurimento o Complexo Coremas- Mãe D`Água... Há um provável ‘Colapso Hídrico’...Para uma inevitável exaustão de um ‘Stress Hídrico’...

Em suma, que isto, sirva pelo menos, como uma ‘ALERTA’... E/OU que sirva de uma “Reserva Hídrica...Que venha nos(Estado da Paraíba) suprir...Numa eventual ocasião ‘Emergencial... ... E/OU de uma ‘Calamidade Publica”...Por ventura de uma ‘Seca’, mais prolongada. 
Pense nisso.

Do Escritor 
Pedro Severino de Sousa
João Pessoa(PB), 19.de Janeiro de 2014.



      



Ministro do Paraguai leva delegação para conhecer ações no Agreste de Pernambuco.


                               Roa Burgos pode levar agricultor para falar sobre
                              a organização. (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)

 Ministro do Paraguai leva delegação para conhecer ações no Agreste de  Pernambuco.


Chaco



             Intuito é conhecer estruturas feitas para combater problemas da seca.
                      Projetos podem servir ao Chaco, região semelhante ao semiárido do Brasil.

O ministro Joaquim Roa Burgos, da Emergência Nacional do Paraguai, está visitando o Agreste pernambucano, a fim de obter informações sobre o combate à seca no semiárido. O representante e a delegação daquele país visitam Pesqueira nesta quarta-feira (22). No Sítio Barreiras, eles têm contato com tecnologias sociais como cisternas de placas e calçadão, barragem subterrânea, barreiro de trincheira, além da “barraginha”. A comitiva visitou Buíque na terça (21).
 Delegação conhece estruturas feitas para combater
ação da seca. (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)

Estes são resultados de ações da Diocese dePesqueira junto à Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA) e à Fundación Avina. As experiências do Agreste serão levadas e possivelmente aplicadas pelo governo paraguaio em 60% do território do país, onde a população sofre devido à seca. “Nós estamos tentando encontrar uma solução a médio prazo que seja definitiva para as comunidades da região do Chaco Paraguaio, tanto indígenas e latinas que sofre horrores com a seca que se dá a cada ano”, contou o ministro.


O diretor nacional de Saneamento do Paraguai, Celso Ayala, também acompanhou a delegação. Ele ressaltou que, no Brasil, há muitos lençóis freáticos de água potável, diferentemente dos paraguaios, cuja maioria é de água salobra. Outra situação que ele veio averiguar é a do destino de dejetos de banheiros na zona rural.

No Sítio Cafundó, em Buíque, o agricultor Manoel de Araújo relatou à delegação que dificilmente chove no lugar, porém, mostrou as plantações de maracujá, macaxeira e outros vegetais que cultiva para o sustento da família. Isto é possível graças ao armazenamento de água em uma cisterna ligada ao telhado da casa, que acumula 16 mil litros, e à cisterna-calçadão, com capacidade para 52 mil litros, bem como de um poço de 36m de profundidade.

A organização do agricultor com a comunidade também é atrativo para o país vizinho. “Vamos tentar levar o senhor Manoel para o Paraguai, para replicar a experiência”, disse o ministro Roa Burgos. Para o produtor rural, ajudar as comunidades do Chaco “é um prazer”.

A coordenadora executiva Neilda Pereira, da ASA, diz que a aplicação dos projetos chama a atenção por conta da "metodologia e capacidade de discutir o semiárido como uma região de homens e mulheres que querem viver aqui, mas, viver com dignidade".

Região se assemelha ao semiárido e população sofre devido à seca. (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)


FONTE: G1


                   UM MOMENTO DE REFLEXÃO:

Certamente, além dos impactos ambientais, provocados não só pela exploração do pré-sal, conjuntamente, como  a exploração do petróleo em águas marítimas...E por não  falar também, de jazidas petrolíferas nas regiões em regiões continentais, como por exemplo, as jazidas petrolíferas de Mossoró-RN...Somatizando com a super exploração  do Gás natural da Bolívia, que é demandada pela própria Bolívia, Brasil, Chile, entre outros países Sul-americano...

É oportuno falar também, sobre  a exploração de ‘Perfuração de Poços Artesianos’, através da técnica de ‘Fraturamento Hidráulico, contaminará as Águas subterrâneas dos lençóis freáticos e aquíferos...Além De diminuir substancialmente, das águas subterrâneas...Levando consequentemente, a uma diminuição drasticamente da ‘Evapotranspiração’...Diminuindo obviamente, a convergência intertropical(principalmente no Semi-árido do Brasil) na formação de chuvas.

 Afora também, de diminuir a intensidade do calor do ‘Magma da Terra’ para sua ‘Crosta”...Diminuindo também, a evaporação das Águas dos mares e oceanos...E como também, da ‘Evapotranspiração das Águas subterrâneas dos aquíferos, principalmente do ‘Aquífero Guarani’...E por falar  o Aquífero Guarani, sabe-se que neste últimos 40 anos...Seu nível estático baixou 60 metros...Diminuindo ao meu vê, a susceptividade da evapotranspiração para formação de chuvas...   E dos lençóis freáticos espalhados  pela ‘Hidrosfera terrestre’.

Diante disto, é bom ressaltar, que tanto a exploração do pré-sal... Extração de Petróleo em Águas marinhas, exploração de jazidas petrolíferas em localidades continentais... E extração de gás natural, exemplo, gás da Bolívia... E com a ‘Infinidade’ de perfurações de poços artesianos pelo mundo afora, principalmente, do aquífero Guarani, pelos Estados Brasileiros(Minas Gerais, Mato Grosso do Sul,  São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul...Afora os Países do Paraguai, Argentina e Uruguai...Indubitavelmente, vem consubstanciar os prognósticos que nas próximas décadas (2010 à 2050)...Vai haver gradualmente, diminuição da evaporação do atlântico sul...Que conseqüentemente, irá diminuir os “Índices de Chuvas”...Das estações chuvosas das regiões sul, sudeste e centro-oeste até mesmo na região norte do Brasil... Já concernente a região Nordeste... Acentuar-se-á o ciclo de semiaridez desta região do Nordeste do Brasil”...Além do 'Chaco Paraguaio'...Pelo visto, levando toda  ‘Hidrologia Terrestre’...Há um verdadeiro ‘Holocausto Ambiental’.


P.S(PÓS ESCRITO): 

Se o Chago Paraguaio(que se localiza no sopé da Cordilheira dos Andes, área úmida, pantanosa e enchagada) estar aumentando seu 'Estágio se Semi-aridez...É mais uma alerta que com a exploração do Gás da Bolívia...E concomitantemente, a super captação das águas subterrâneas mostrada acima, vem, paulatinamente,   acelerando a diminuição dos índices pluviométricos nas Regões Sudeste, centro-Oeste e sul do Brasil...E como também, pelo visto, no Paraguai, Uruguai e Argentina dentro do 'Continente Sul-Americano'...E por não falar de toda Hidrosfera Terrestre.



Do Escritor do Livro:
Água: A Essência da Vida
Pedro Severino de Sousa
João Pessoa(PB ), 23 de Janeiro de 2014.

domingo, 12 de janeiro de 2014

UMA BREVE HISTÓRIA DA HUMANIDADE... DOS PRIMÓRDIOS DAS CIVILIZAÇÕES... ATÉ A NOSSA IDADE CONTEMPORÂNEA.




UMA BREVE HISTÓRIA DA HUMANIDADE...
DOS PRIMÓRDIOS DAS CIVILIZAÇÕES... ATÉ A NOSSA IDADE CONTEMPORÂNEA.



Segundo, certo trabalho cientifico (O Grande Dilúvio de Gênesis

   ( http://www.blogfiladelfia.com/2011/02/o-grande-diluvio-de-genesis.html). 

Vem mostrar que o ‘Diluvio’... E ‘Barca de Noé’... Foi de fato um Tsunami, decorrente do desmoronamento de uma porção do Monte Etna, que desmoronou dentro do Mar Mediterrâneo, que inundou a comunidade do Profeta Noé...Que profetizou esta tsunami...Projetou e construiu a ‘Barca de Noé...E salvou seu povo. Que este ocorrido foi há 8( oito mil) anos atrás... Entretanto, ainda não se sabe se foi na babilônia e ou  na mesopotâmia...Até mesmo , em israel.

E,  em outras civilizações antigas...Como na mesopotâmia , entre os assírios e os fenícios...Construíram seus ‘Impérios’...Entretanto, foram extintos, devido aos seus desconhecimentos na questão ambiental...Que veio flagelar  as condições ambientais para suas sobrevivências entre os Rios Eufrates e Tigres...Tornando a então região da Mesopotâmia inóspita para seu povo...Que hoje, na nossa idade contemporânea, são justamente, os países de Iran e Iraque, que sobrevivem, somente devido a exploração do Petróleo... E Gás Natural.

Não indo muito longe entre as civilizações, a ‘Civilização Egípcia- A civilização egípcia antiga desenvolveu-se no nordeste africano (margens do rio Nilo) entre 3200 a.C (unificação do norte e sul) a 32 a.c (domínio romano)... Também, foi sucumbida, por que não desenvolveram conhecimento Socioambiental para o desenvolvimento sustentável...Daí o seu declínio... Exemplo típico, poderá ocorrer com o Semi-árido do Nordeste do Brasil. Caso, não se criem ‘Projetos sustentáveis...Para se conviver com as secas.

Deixando as abordagens das civilizações antigas mundiais de lado...Vamos especificamente, fazer um ‘Auto-Retrato do Brasil...Nesta comparação as civilizações que se foram... E pereceram:  

No semi-árido do Nordest do Brasil, como abordado acima:  Que poderá ocorrer com o Semi-árido do Nordeste do Brasil. Caso, não se criem ‘Projetos sustentáveis’...Para se conviver com as secas. Que em síntese é uma ‘Fratura exposta’, ou seja, é público e notório, há séculos... Desde logo após do descobrimento do Brasil... Que ainda não aprendemos conviver com as Secas. Que a meu ver, é crucial e insolúvel.

Agora, entretanto, além do Semi-árido do Nordeste do Brasil, exceto por enquanto, a Região Norte, as regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste, estão inexoravelmente, brevemente, há algumas décadas posterior, a um ‘Holocausto ambiental’... Então como explicar isto:

Partido dos pressupostos que o equilíbrio da natureza, é fundamentalmente decorrente da interação entre os ‘Recursos Naturais’...Ou seja, entre os recursos hídricos(superficiais e subterrâneos), com os recursos vegetais(matas e florestas), e até mesmo com os recursos minerais(petróleo, xisto betuminoso, entre outros), venham a interagirem para uma melhor eficiência do ‘Ciclo Hidrológico’... Na formação de chuvas continentais, no caso especifico do Brasil, no continente Sul-Americano.  

Sem muita delonga,  ou seja, vamos logo direto ao assunto:

Sou terminantemente  contrário a exploração do Pré-sal. E  porquê?
( Vide no blog terra Planeta Água) :

OS PROVÁVEIS IMPACTOS DA EXPLORAÇÃO DO PRÉ-SAL NO MEIO AMBIENTE




Entenda o pré-sal

Leia e tire as suas devidas conclusões.
  
Outra ressalva que se deve abordar, é sobre a exploração abusiva do ‘Aquifero Guarani’...

AQUÍFERO GUARANI E ALTER DO CHÃO

Certamente, ao uso abusivo deste aquífero guarani, pelas as populações do Estados de São Paulo, Minas Gerias, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Rio Grande do Sul..E até mesmo, Uruguay e Paraguay...Levará a diminuir o nível estático deste aquífero guarani...A comprometer a susceptividade da evapotranspiração para a formação de chuvas nestas regiões do Sul, Sudeste, Centro-Oeste do Brasil.  

Um exemplo, palpável disto, é que vem diminuindo sensivelmente, ultimamente( nos últimos anos 2012, 2013, Janeiro de 2014)...No interior de São Paulo; no Centro-sul do Mata Grosso do sul;  Goiás; no Oeste do Paraná; no Oeste de santa Catarina e como também, no oeste do rio Grande do Sul, mais especificamente, na região de Alegrete-RS.

Um exemplo, palpável de estiagens nestas regiões citadas anteriormente, é o baixo nível do Sistema Cantareira, que em: 10/01/2014.(Estiagem deixa Cantareira em estado de atenção - http://correio.rac.com.br/_conteudo/2014/01/capa/nacional/142141-estiagem-deixa-cantareira-em-estado-de-atencao.html


Finalmente, dentro da contextualização  dentro da questão ‘Hidrologia- Energética’ do Brasil...É crucial... E preocupante desta questão...Pois, é publico e notório, que o cenário que vem se apresentando desde do  inicio de no milênio, ou seja, desde do inicio  ano de 2000...Que o Brasil, vem passando por ‘Crise Hidro- Energética’...Só não já entramos num ‘Colapso Energético’...Devido a suplementação de mais 3.500(três mil e quinhentos) Usinas Termelétricas...Que é de ‘Custo Caro’...E poluentes.

Em suma, na História da humanidade... De todas as civilizações... Sempre viveram em risco...muitas entraram em colapsos...Outra não...

Entretanto,  algumas civilizações que não se salvaram...Foi mais por conta da ‘Falta’ uma certa conscientização ambiental...Outras se salvaram...Não por conta da conscientização ambiental...E sim, mais por conta, de  se adaptarem às “Intempéries da Natureza”...

Todavia, a atual civilização humana... Pelo visto acima, em suma, estamos entrando num ‘Holocausto Ambiental “...Mais decorrente, da desenfreada da dita Geopolítica Neoliberal do Mundo Ocidental...Pelo lucro fácil e imediato...Do que pela  ‘Sustentabilidade Econômica –Ambiental’. Ou seja, estamos entrando num abismo sem retorno...O Resto só Deus sabe...




Do escritor
Pedro Severino de Sousa
João Pessoa(PB), 12. De Janeiro de 2014.






quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

PEDRO SEVERINO...SEMPRE DISSE: O problema maior, é que o ser humano, congela o "Tempo"...Achando que o "Presente"...É 'Eterno"...Como não existisse o "Amanhã"...


PEDRO SEVERINO...SEMPRE DISSE:


O problema maior,  é que o ser humano, congela o "Tempo"...Achando que o "Presente"...É 'Eterno"...Como não existisse o "Amanhã"...

Pense nisso.

OS PROVÁVEIS IMPACTOS DA EXPLORAÇÃO DO PRÉ-SAL NO MEIO AMBIENTE...

http://pedroseverinoonline.blogspot.com.br/2011/01/os-provaveis-impactos-da-exploracao-do.html


Dossiê EcoDebate: Os riscos e ameaças da exploração do ‘Gás de Xisto’ obtido por fraturamento da rocha (shale gas fracking)



As Consequências do Fraturamento Hidráulico
http://youtu.be/51UOU0IEy_c

Esta pedra vai mudar o mundo?


O gás extraído do xisto pelo método do fraturamento hidráulico pode tornar os Estados Unidos autossuficientes em energia em 2035. O mercado está eufórico, mas os ambientalistas estão em pé de guerra.


Devastação ambiental pelo lucro capitalista




                                  UM MOMENTO DE REFLEXÃO

Acredito que a exploração de ‘Perfuração de Poços Artesianos’, através da técnica de ‘Fraturamento Hidráulico, contaminará as Águas subterrâneas dos lençóis freáticos e aquíferos...Além De diminuir substancialmente, das águas subterrâneas...Levando consequentemente, a uma diminuição drasticamente da ‘Evapotranspiração’...Diminuindo obviamente, a convergência intertropical(principalmente no Semi-árido do Brasil) na formação de chuvas.

 Afora também, de diminuir a intensidade do calor do ‘Magma da Terra’ para sua ‘Crosta”...Diminuindo também, a evaporação das Águas dos mares e oceanos...E como também, da ‘Evapotranspiração das Águas subterrâneas dos aquíferos e dos lençóis freáticos espalhados  pela ‘Hidrosfera terrestre’... Levando da ‘Hidrologia Terrestre’...Há um verdadeiro ‘Holocausto Ambiental’.




Do escritor do Livro:
Água A Essência  da Vida
Pedro Severino de Sousa.
João Pessoa(PB), 02.de Janeiro de 2014.








domingo, 15 de dezembro de 2013

El Niño / La Niña Fundo.



El Niño / La Niña Fundo


Enchentes, Precipitações, Mudanças Climáticas.
http://youtu.be/4q9IeX9tei0


EL NIÑO
LA NIÑA


Padrões climáticos no Pacífico

Pesquisas realizadas nas últimas décadas tem lançar luz sobre o importante papel desempenhado pelas interações entre a atmosfera eo oceano na faixa tropical do Oceano Pacífico em alterar o clima global e os padrões climáticos. Durante os eventos de El Niño, por exemplo, a temperatura do mar na superfície na Central e Oriental Oceano Pacífico tropical se tornar substancialmente mais elevado do que o normal. Em contraste, durante eventos de La Niña, as temperaturas da superfície do mar nestas regiões tornam-se mais baixo do que o normal. Essas mudanças de temperatura estão fortemente ligados a grandes flutuações climáticas ao redor do globo e, uma vez iniciada, tais eventos podem durar 12 meses ou mais.

A forte evento El Niño de 1997-1998 foi seguido por uma fase prolongada La Niña que se estendia desde meados de 1998 até o início de 2001. Eventos El Niño / La Niña muda a probabilidade de determinados padrões climáticos em todo o mundo, mas os resultados de cada evento nunca são exatamente os mesmos. Além disso, enquanto geralmente há uma relação entre os impactos globais de um evento El Niño / La Niña e sua intensidade, há sempre o potencial para um evento para gerar sérios impactos em algumas regiões, independentemente da sua intensidade.

  
Previsão e Acompanhamento do Fenômeno El Niño / La Niña
A previsão da evolução do Oceano Pacífico é realizado em um número de maneiras. Modelos dinâmicos complexos projetar a evolução do Oceano Pacífico tropical de seu estado observado atualmente. Modelos de previsão estatística também pode capturar alguns dos precursores de tais desenvolvimentos. Especialista em análise da situação atual agrega mais valor, especialmente na interpretação das implicações da evolução da situação abaixo da superfície do oceano. Todos os métodos de previsão tentar incorporar os efeitos das interações oceano-atmosfera dentro do sistema climático.

Os dados meteorológicos e oceanográficos que permita episódios El Niño e La Niña a ser monitorado e previsão são provenientes de sistemas de observação nacionais e internacionais. A troca eo processamento dos dados são realizadas no âmbito de programas coordenados pela Organização Meteorológica Mundial.

WMO El Niño / La Niña Atualização
WMO El Niño / La Niña Update é preparado em uma base quase-regular (cerca de uma vez em três meses), através de um esforço de colaboração entre a OMM e do Instituto Internacional de Pesquisas do Clima e da Sociedade (IRI), como uma contribuição para o Inter-Agência das Nações Unidas Força-Tarefa de Redução de Desastres Naturais. Ele é baseado em contribuições dos principais centros ao redor do mundo que lidam com este fenómeno. 

Fonte: Programa Mundial de Clima Serviços de Aplicações e Serviços de Clima( OMM – Organização Mundial de Meteorologia)

 UM MOMENTO DE REFLEXÃO – NUMA CONCEPÇÃO CRÍTICA:



Veja segundo, esta modelagem postada acima, em Período de ‘EL NIÑO’...É interessante observa,  que desde o litoral do Pacifico Equatorial do Peru, cruzando  toda América Central...Indo até América do Norte no Alasca se limitando com litoral ártico da Rússia...Até mesmo no Oceano Indico...Atuam as anomalias de temperaturas do mar...com configurações de ‘El Niño...Enquanto, no resto do “Anel do Fogo” , ou seja, na Austrália setentrional, Indonésia e ciclo polar antártico...Atua o Lá Niña.

E que no Norte/Nordeste  Setentrional do Brasil...Ou seja, entre O  Atlântico Norte e o Atlântico Sul...Atual o La Niña, se prologando até bem próximo do Continente africano...Ou melhor, a Anomalias de temperatura do mar...Permanecem com águas frias. Incompatíveis a evaporação...Insusceptíveis a formação de chuvas...Desta forma, ocorrendo o Período de “Secas” no Nordeste do Brasil.

   


Já  nesta modelagem postada acima, em Período de ‘LA NIÑA’...É interessante observar,  que desde o litoral do Pacifico Equatorial do Peru, cruzando  toda América Central...Indo até América do Norte no Alasca se limitando com litoral ártico da Rússia...Até mesmo no Oceano Indico...Atuam as anomalias de temperaturas do mar...com configurações de ‘LA NIÑA...Enquanto, no resto do “Anel do Fogo” , ou seja, na Austrália setentrional, Indonésia e ciclo polar antártico...Atua o EL NIÑO.

E que no Norte/Nordeste  Setentrional do Brasil...Ou seja, entre O  Atlântico Norte e o Atlântico Sul...Atual o EL NIÑO, se prologando até bem próximo do Continente africano...Ou melhor, a Anomalias de temperatura do mar...Permanecem com Águas Quentes” ....compatíveis a evaporação...susceptíveis a formação de chuvas...Desta forma, ocorrendo o Período de “chuvas” no Nordeste do Brasil.

Entretanto,  agora( Novembro de 2013  ), segundo, CPTEC/INPE: Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos(http://clima1.cptec.inpe.br/)


PERSISTEM CONDIÇÕES NEUTRAS DO FENÔMENO ENOS DURANTE O PRÓXIMO TRIMESTRE 

A evolução das condições oceânicas e atmosféricas na região do Pacífico equatorial indica a continuidade de condições neutras do fenômeno El Niño-Oscilação Sul (ENOS). Tem-se observado regiões alternando fracas anomalias negativas e positivas de temperatura da superfície do mar (TSM) ao longo do Oceano Pacífico equatorial, considerando que nos últimos meses ocorreu o enfraquecimento das anomalias negativas que estiveram em destaque entre os meses de maio a agosto do presente ano. Enquanto isso, o setor oeste do Oceano Pacífico permanece mais aquecido, tanto em camadas superficiais quanto em águas mais profundas, apesar de subsuperficialmente essas anomalias estarem menos intensas nas últimas semanas e propagando-se para o leste. 


Em termos da circulação atmosférica de baixos e altos níveis, novamente não foram identificados padrões evidentes que revelem acoplamento da atmosfera com as condições oceânicas. A maioria dos modelos acoplados e estatísticos de previsão climática indica aumento dos índices de TSM da região central do Pacífico (região Niño 3.4) no trimestre de dezembro de 2013 e janeiro e fevereiro de 2014, porém dentro dos limiares da faixa de normalidade. Tal prognóstico sugere a persistência de condições neutras no Pacífico equatorial no próximo trimestre. 
                                               Texto atualizado em 27/11/2013.



 E mesmo assim, no Norte/Nordeste  Setentrional do Brasil...Ou seja, entre O  Atlântico Norte e o Atlântico Sul... Aonde deveria Atuar o EL NIÑO, se prologando até bem próximo do Continente africano...Aonde deveria estar atuando a Anomalias de temperatura do mar com “Águas Quentes”(Positivas):

Estar atuando com Anomalias de temperatura do mar com “Águas Frias”(Negativas)...Sendo assim, insusceptíveis a formação de chuvas...

Em suma, vejo para próxima  ‘Estação chuvosa’...
Do ‘Semi-árido do Nordeste do Brasil’
Do próximo ano de 2014... Como sendo... Mais outro ano “seco”.
Entretanto, é meu ponto de vista.



Do Escritor
Pedro Severino de Sousa
João Pessoa(PB), 15.12.2013