terça-feira, 12 de setembro de 2017

OS FURACÕES DECORREM DO AQUECIMENTO GLOBAL?... EIS A QUESTÃO!



OS FURACÕES DECORREM DO AQUECIMENTO GLOBAL?...
EIS A QUESTÃO!

Vídeos interessantes...
Especialista explica o excesso de Chuvas

AS CAUSAS DO CLIMA DA TERRA E DOS FURACÕES


 Sônia Bridi explica por que região no Caribe e nos EUA é rota de furacões

Repórter fala sobre o fenômeno que causa tanta destruição por onde passa...
Será por conta do 'Aquecimento Global'?...
Segundo meu(Pedro Severino de Sousa) 'Ponto de Vista'...
'Nada Haver'...
Como se forma um furacão


O ‘ Aquecimento’ das Águas dos Mares... E  Oceanos(Pacifico, Atlântico, Indico)...Depende exclusivamente, do ‘Calor oriundo do Interior do ‘Magma da Terra... Sabe-se que a Ciência Meteorológica, ainda não sabe, as causas do “El Niño”.
Alguns Doutores em Meteorologia levantam a hipótese… Que seja decorrentes de manchas solares…Que ao meu vê, é improvável…Pois, por pequena que seja, essas “supostas”…Manchas solares… São bem maiores do que o Planeta terra…Então, logicamente, não iriam só aquecerem as águas do Oceano Pacifico, localizado no litoral Peruano…Aonde existe a ocorrência do El Niño…Se por hipótese, as manchas solares…Não são as causas do “El Nño?…Qual outro fenômeno natural…Poderia ser as causas do Lá Nina?

Não precisa ser especialista, ou seja, meteorologista, para levantar “Hipótese”…Já que o “El Niño, decorre do aquecimento das águas do Oceano Pacifico, localizado no Litoral Peruano…E o resfriamento dessas águas no litoral peruano…Ocorre o “La Niña...Suas causas…Não são as manchas solares…Cabe, aos estudiosos…Desta ciência meteorológica…Estudar os outros viés…Ou seja, outros parâmetros para comensurar as origens das causas meteorológica...O Calor oriundo do Interior do ‘Magma da Terra... Em suma, quando aumenta o calor do interior da terra…Ocorrem uma maior colisão das placas tectônicas…Onde por conseqüência…Ocorrem os terremotos, maremotos, tsunamis…E sobretudo, os ‘Furacões.

Aonde ocorrem também, uma maior atividade vulcânicas continentais…E Submersas nos mares e oceanos.
Em síntese diante disto...Veja essa ‘Foto’ Postada abaixo:
É uma ‘Minúscula Celular’...De ‘Bilhões de Celulares...Que formam os ‘Furacões...Enfim, esse ‘Cogumelo’...Mostrado por esta ‘Foto’...Vem mostrar que esse ‘Leque de Nuvem’... Decorrente da ‘Vaporização... Quando a água passa do estado líquido para o gasoso...Devido ‘Colizões de Placas Tectônicas...Ocasionado pelo ‘Calor do Interior do Magma da Terra...Que vem ‘Causar’...A Vaporização para formação dos ‘Furacões...E Tempestades...

Um exemplo ‘Típico de tudo isso...Foi  Recuo do Mar nas Bahamas...
VEJA ISSO O RECUO DO MAR, SENDO SUGADO PELO FURACÃO IRMA NO CARIBE
(ASSUSTADOR ) Furacão Irma 'sugou' mar nas Bahamas


Afinal, o ‘Furacão Irma’...
Não ‘Sugou as Águas do Mar das Bahamas...Então como explicar isso?
A meu ver...Vejo que as colisões de placas tectônicas...até mesmo pequenas...vem ‘Abrir’...’Fendas..E Fraturas...No ‘Fundo do Mar...Neste caso, ‘Mar das Bahamas’...Diante disto...Essas Águas do mar das  Bahamas...Recuou para ’Fendas..E Fraturas...Sendo assim veio aVaporização...Que veio formar ‘Células desse FURACÃO IRMA!...


Do Escritor,
Pedro Severino de Sousa
João 11 de Setembro de 2017.





quarta-feira, 6 de setembro de 2017

UMA SÍNTESE HISTÓRICA DA TRANSPOSIÇÃO... DO EIXO NORTE... ENTRANDO PELO VALE DO PIANCÓ!



UMA SÍNTESE HISTÓRICA DA TRANSPOSIÇÃO...
DO EIXO NORTE...
ENTRANDO PELO VALE DO PIANCÓ!



 Decorrendo de muitos anos, desde o Governo Militar, quando o então Ex-ministro Mário Andreazza, do então Ministério que hoje é a integração, já lutava pelo Projeto da Transposição, e o Eixo Norte era o principal, ou seja, era o único.
Transcorreram anos, havia interesses políticos nas décadas de 80 e 90... E o Projeto foi modificado para atender o Estado da Paraíba, a questão do Eixo Leste, que hoje abastece a Campina Grande, através do manancial de Boqueirão... É a nossa sorte do momento, caso contrário estaria em colapso.  
O Projeto do Eixo Norte foi negociado também no inicio da década de 90, no Governo Itamar Franco (1992 – 1994)... E depois no Governo Fernando Henrique Cardoso(1995 -2002 )...O Ministério da Integração era ocupado por ex-governantes do Rio Grande do Norte, como Aluisio Alves(1994 -1995)...E Fernando Bezerra(1999-2001)... Eles tiveram oportunidades de participarem do Ministério da Integração e elaboraram projetos para atender uma parte a chapada do Apodi, que pega uma Região Grande do RN, desde Pau dos Ferros até Mossoró.
Essa obra Transposição encareceu muito...Com o ‘Canal do Projeto do Apodi, sendo executado 70% dentro da Paraíba...Com dois ‘Túneis, Cuncas(I)...Com 15km... E  o Cuncas(II)...Com 5km... E duas Grandes Barragens Boa vista...E Caiçara para acumular essas águas da Transposição... E descer para o Engenheiro Ávido...São Gonçalo...E seguir percurso Piranhas-Piancó-Açu... Para justamente abastecer a Paraíba desde  Sousa(PB)... E Região de Pombal...E toda microrregião de Catolé do Rocha...E das ‘Espinharas...
No entanto, hoje no momento, o Rio São Francisco... As ‘Grandes Barragens que geram energia para o Sistema CHESF... Está a ‘Beira de um Colapso’...Como por exemplo, a Barragem de Sobradinho está com 8%...E Lago de Itaparica em torno de 16%...Em suma, a operação fica difícil até mesmo para ‘Bombeamento’...
 Devido a todas as questões operacionais, o Governo Temer, através do Ministro da Integração, Helder Barbalho, estudando esses detalhes achou por bem entrar finalmente pelo Vale do Piancó...De Mauriti(CE)... Para o Açude de Piranhas...Localizado no Município de Ibiara(PB)... Caindo no Sistema Curema–Mãe d'Água... Tudo isso facilitaria a ‘Operação da Transposição para o Eixo Norte para os Estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte.
O Presidente do ‘Parlamento das Águas, o Deputado Jeová Campos marcou uma Audiência Pública em Coremas... Para justamente confirmar esse ‘Projeto do Vale do Piancó.

Diante disto, é importante ressaltar... Que o  Canal de Apodi, diga-se, já se gastou com as Grandes Barragens(Boa Vista...E Caiçara)...E os Túneis Cuncas(I)...E Cuncas(II)...Mais de um bilhão...Para continuar puxando Água pela Lagoa do Arroz...E elevar a Chapada do Apodi...Tem que construírem 3(três) ‘Subestações(Estações Elevatórias)...Que vai ‘Onerar’... Ainda mais esse Projeto Transposição...Sendo mais 2(dois) bilhões para ir ao Apodi. E pelo Vale do Piancó é apenas 10% desse custo...E a viabilidade da operação bem melhor...Pois, vai encurtar a distancia em mais de 100km.
Deve-se salientar que o custo da Água Bruta... O Ministério da Integração vai cobrar dos Estados, cada Estado vai repassar para o consumidor... Ou da Água de Beber... Ou para ‘Projetos Hidra-Agrícolas.
O Projeto do Vale do Pianco... Vai trazer o ‘Barateamento do Custo Operacional... E de Engenharia deste Projeto da Transposição. Não tem o que se discutir. Faço apelo aos Governantes, de Pernambuco, ao Governador Paulo Câmara, já que a água vai passar por Salgueiro...
O Ceará está construindo o ‘Cinturão das Águas, obra de 1.300 km que abraça todas bacias hidrográficas do Estado...Fortaleza se abastece do Açude de Castanhão, que se encontra apenas com 4%. Atualmente tem mais de três milhões de habitantes... E provavelmente em dezembro de 2017 a capital cearense vai sofrer colapso... O governador Camilo Santana precisa lutar urgente, caso contrário, Fortaleza a capital do Ceará...Vai sofrer com ‘Escassez de Água...Para o abastecimento ‘Humano’...E sobretudo, o ‘Desenvolvimento Sustentável’...

Enfim, deve-se também ressaltar... Que será preciso que o Governador do Rio Grande do Norte, Robson Farias,  entre nesse ‘Colegiado’...Dos Governos do Nordeste setentrional...E Compreenda essa ‘Situação’...


Do Escritor,
Pedro Severino de Sousa.
João Pessoa(PB), )6 de Setembro de 2017.



domingo, 6 de agosto de 2017

AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS NO SEMI-ÁRIDO DO NORDESTE DO BRASIL .



 

HISTÓRIA EM AÇÃO - Profª Tati

"Se queremos progredir, não devemos repetir a história, mas fazer uma história nova. " (Mahatma Gandhi)

AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS NO SEMI-ÁRIDO DO NORDESTE DO BRASIL
Por Pedro Severino de Sousa.


“No Ensejo, dedico este trabalho científico a “Humanidade”, ou seja, a todo ser humano, indistintamente de cor, raça, sexo, nacionalidade, pobre ou rico, até mesmo, ao Presidente dos (EUA) Estados Unidos da América, o Sr. George Bush, o maior poluidor do mundo, e mesmo assim, ainda não aderiu ao tratado de Kioto. Para que conscientizemos todos desta problemática socioambiental mundial, trazida pelo “Aquecimento Global”, decorrentes das nefastas ações antrópicas. Para que num futuro não muito longínquo, a Humanidade, ainda dentro deste terceiro milênio, não se adentre a um possível holocausto ambiental.”


Oportunidade ímpar para nós nordestinos Pós-Graduandos neste Curso “lato-sensu” em Gestão em Recursos Hídricos de sermos ‘Especialistas’ de uma área tão carente desse tipo de profissional. Ao Nordeste, nossa terra, região tão escassa deste recurso hídrico, dedico meu esforço.


AGRADECIMENTOS

No ensejo, agradeço ao excelentíssimo Ilustríssimo senhor Presidente da República Federativa do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, por ter criado este Curso de Especialização em Gestão em Recursos Hídricos, voltado para o Nordeste, pela tri-parceria UFSC, UFAL e FUNIBER, com Apoio e financiamento do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Ministério de Ciência e Tecnologia e Fundo Setorial de Recursos Hídricos. Agradeço com muita gratidão, a todo seu corpo docente que, indistintamente, sem citar nomes, foram mestres nos vossos ensinamentos.
A Professora Maria Patrício Zuleica, minha incansável orientadora, que considero ser uma Cátedra neste ensinamento de trabalhos científicos. Afora, seu talento, que lhe é peculiar, de uma profícua professora de Pós – Graduação.
Ao Assistente Técnico do INNET (Instituto Nacional de Meteorologia), o Meteorologista, Francisco de Assis Diniz, meu co-orientador, que foi ao mesmo tempo, uma bússola e uma âncora, no momento difícil desta travessia e turbulência. Foi simbolicamente falando, esta travessia monográfica, que me fez chegar ao Porto Seguro.
Não diferentemente digo o mesmo a respeito do meu co-orientador (extra-oficial), o Professor Valdomiro Lucena da Fonseca Junior, além de ser o comandante deste suposto navio, que coadjuvou a minha chegada a Porto Seguro, me guiou em terra firme.

“Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia; tudo passa, tudo sempre passará. A vida vem em ondas como o mar do infinito ao finito. Tudo o que se vê não é igual ao que a gente viu há um segundo. Tudo muda o tempo todo no mundo. Não adianta fugir, nem mentir a si mesmo...agora, há tanta vida lá, aqui dentro, sempre, como uma onda no mar”.
Como uma onda (Lulu Santos/ Nelson Mota)

Especialista explica o excesso de Chuvas




Lulu Santos - Como uma onda no mar. 

 

 

Do Escritor,
Pedro Severino de Sousa.
João Pessoa(PB), 06 de Agosto 2017.